quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Prazer em conhecer: Lampião Aceso entrevistou o pesquisador e escritor Ângelo Osmiro Barreto

Um Coroné de bem 

Ângelo Osmiro Barreto além de Funcionário público federal é desde abril deste ano o atual presidente da SBEC - SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS DO CANGAÇO. Autor de "As curiosidades do cangaço" Fortaleza: Realce Editora e Indústria Gráfica Ltda, 2002.

Cearense da capital não podia deixar de ter sido um dos principais entusiastas para a realização do 1º Seminário Cariri Cangaço ocorrido em setembro passado.

Naquela oportunidade ele nos concedeu esta breve entrevista que é na verdade um bate bola que compartilhamos agora com os leitores.

Ângelo Osmiro, Idade?
46.

E de pesquisa?
15 anos.

Aquela pergunta bem clichê: O que despertou o interesse pelo assunto?
Na adolescência, explorando a biblioteca de meu pai, tive acesso aos 42 livros sobre cangaço e um me conquistou em definitivo que foi o livro de Aglae Lima de Oliveira "Lampião, cangaço e Nordeste".

Então não farei a próxima pergunta pois a resposta desta obtive na questão anterior, supondo que este seria seu trabalho preferido?
Também, mas gosto muito de "Guerreiros do Sol" de Frederico Pernambucano de Mello.

Dos contatos que lhe foram possíveis com sobreviventes e demais envolvidos qual foi o mais gratificante?
Adília de Canário. Pela simplicidade e alegria que nos tocou bastante.

Qual o personagem desta história Ângelo gostaria de ter conhecido?
O padre Cícero.

Um cangaceiro?
Luís Pedro.

Um volante?
Manoel Neto.

Um coadjuvante?
Cel. Veremundo Soares.

Sabemos e lamentamos a eterna necessidade de se ter finalmente uma produção cinematográfica digna da saga, de preferência um épico ou uma trilogia, enquanto isto não foi possível qual a película mais lhe agradou?
Baile Perfumado.

Eleja a pérola mais absurda que já leu ou ouviu sobre Lampião?
Aquela clássica da criança jogada pro alto e aparada no punhal.

Qual a próxima novidade do escritor Ângelo que teremos em nossas estantes?
A segunda edição de Curiosidades do cangaço e Curiosidades do cangaço 2.

Por falar em livro, desta história qual é o capitulo preferido de Ângelo Osmiro?
Seriam dois: Lampião em Juazeiro e Lampião em Limoeiro do Norte. (também aqui no Ceará).

Entre vários, qual foi o melhor momento deste Cariri Cangaço?
A homenagem ao meu amigo Hilário Lucetti ocorrida na noite do dia 25 no teatro da Urca. Vocês perceberam que eu não pude nem concluir meu discurso tomado pela emoção, Hilário foi um grande amigo.

Nenhum comentário: