terça-feira, 30 de agosto de 2011

Resgate de fotos históricas 3

Novos achados do "C.S.I." Rubens Antonio 


Complementando este primeiro artigo Clique aqui Eis a única foto existente... de João Biano da Silva um dos matadores do cangaceiro Arvorêdo:


Muito chamado por "João Biana" é uma alteração posterior ao evento da morte de Arvoredo. O nome correto é João Biano da Silva. Uma imagem cuja dificuldade para conseguir foi grande, mas, graças ao senhor Raimundo, de Jaguarari, ex-cunhado de João Biano, e a gentileza imensa dos filhos deste valente sertanejo.

No texto de Oleone Coelho Fontes, em seu livro "Lampião na Bahia", aparecem os matadores citados como Xisto e João Martins da Silva... Este erro apenas reproduz o cometido pelo coronel Alfredo Barbosa, de Jaguarary, que, à época do evento, relatou-o, errando no nome de João. João Biano está enterrado na Fazenda Saco, em Jaguarari.

Partícipe, com o amigo João Biano, na morte do cangaceiro Arvoredo, logo abaixo é também a única foto restante de Cícero Ferreira, o Xisto.
 



Nova dificuldade para consegui-la, mas graças ao sobrinho sr. Messias, e à filha adotiva daquele, a "Neguinha", consegui esta imagem. Xisto está sepultado na Fazenda Mulungu, em Jaguarari.

Viveu para contar história


Sgt. Evaristo Carlos Costa...
sobrevivente do massacre de 22 de Dezembro de 1929, em Queimadas, BA. 



 Pretende explorar a Lagoa do Lino?

Precisei de quatro viagens para localizar esta importante Fazenda. Local da morte dos cangaceiros AZULÃO, MARIA DORA, CANJICA E ZABELÊ, em combate com Zé Rufino em 1933.
 
Ela aparece na literatura como situada nos municípios de Miguel Calmon, Serrolândia, Mairi, Várzea do Poço, Várzea da Roça e Jacobina...
 



A realidade:
 
1 - Ela está na divisa entre os municípios de Várzea do Poço e Serrolândia, em área de litígio entre ambos.
 
2 - Fica mais próxima ao povoado de Maracujá, que pertence ao Município de Serrolândia, mas é mais próxima se acessada pelo Município de Várzea do Poço.
 
3 - Mudou de nome para Fazenda Santa Mônica.

 

Obs. os cangaceiros, aliás as cabeças destes não estão enterradas lá ok. Foram parar no instituto Nina Rodrigues e desde 1969 juntamente com o grande Chefe para o cemitério Quinta dos Lázaros na baixa das quintas bairro da capital baiana. 

Que visitar os túmulos? Siga o mapa.

 Guia geral do Cemitério Quintas dos Lázaros, 
indicando a localização das sepulturas dos cangaceiros: 

Para se chegar à sepultura das cabeças dos cangaceiros Azulão, Zabelê, Canjica e Maria, inumadas em 1969, segue-se adiante. Passa-se pela capela do cemitério e, após a mesma, vira-se à esquerda. As sepulturas estão na parte inferior do segundo bloco gavetas ou carneiras à direita. 

Eis o aspecto dos túmulos. 




Aproveite e conheça o jazigo do célebre "Corisco".

 Este mausoléu fica logo após a entrada do cemitério, 
virando-se à direita, na segunda fileira de sepulcros

Agora... fica fácil para todo mundo. 

É mais uma iniciativa pró-memória... É uma espécie de salvamento...
 
A velocidade com que as coisas estão se perdendo impressiona..
Acreditem... Tem criança, em sítio importante do Cangaço, que acha que "cangaceiro" é:
- Espécie de passarinho
- Fantasia de folclore... e só... Sem qualquer vínculo histórico...

 
Nadem no açude do confrade Rubens: Cangaço na Bahia

2 comentários:

Aderbal Nogueira disse...

Brilhante matéria.
Valeu.
Aderbal Nogueira

Edson Rosa disse...

Excelente matéria!
ótimo blog, Parabéns...