sexta-feira, 27 de maio de 2011

Rubens Antonio

"Mais um garimpeiro da marca azeda"

Confira algumas das imagens e respectivas manchetes de jornais ripadas pelo confrade Rubens Antonio em suas "rastejadas" pela Bahia.

As fotos são escaneadas de jornais deste estado. Infelizmente ainda não conseguimos a nitidez desejada. A intenção é para que nossos leitores constatem que semelhantes a estas há outras imagens que permanecem perecíveis na fragilidade dos jornais e ainda não estão devidamente recuperadas e reproduzidas nos livros.

Quem é este elegante cidadão? 
Esta foto foi "batida" em 1940 na cidade de Salvador quando o ex cangaceiro "Jurity" já em liberdade após um ano e meio de ter se entregado foi visitar os velhos companheiros, cangaceiros do bando de "Labareda", que estavam detidos após as ultimas entregas. Compare com  a sua figura na época do cangaço em foto de 1936.


Os visitados

 Jandaia, Patativa, Labareda, Saracura e suas mulheres, com e Deus-te-guie, no centro ao fundo. As meninas eram Zephinha, de Jandaia; Maria Eunice, de Patativa; Flauzina, de Saracura e Ozana, de Labareda.


Sargento José Miranda Mattos
Morreu assassinado pelo rei do cangaço junto com o tenente Geminiano em Tucano, Bahia.


05 de junho de 1932, no “A Tarde”: (Grafia da época)

"É presa a companheira de um bandido de Lampeão

Dentre os bandidos do grupo de Lampeão, que infelicita os sertões nordestinos, figura o de alcunha “Ferrugem”, que é um cabra destemido e bem disposto.

A policia tem estado por varias vezes na eminencia de captural-o, não o logrando por causa da sagacidade e dextreza do caibra. Mesmo assim não houve esmorecimento por parte dos perseguidores.
Ha dias, foi capturada ali, a rapariga Maria da Conceição, que tinha nos braços uma criança. Interrogada, confessou ser amante do perigoso “Ferrugem”.

Hontem, Maria da Conceição chegava a esta cidade pelo trem do horario, sendo recolhida ao xadrez da delegacia auxiliar, de onde, pela tarde de hoje vae ser mandada para a detenção.

Maria que é cabocla forte e sadia, ao ser inquerida pela reportagem de “A Tarde” nada quiz responder. Não sabia contar os combates.
Só “Ferrugem” que é homem do cangaço – disse rindo-se bastante, deixando á mostra os seus dentes alvos e certos."

Para quem não consegue enxergar o Cangaço em muitas das suas dimensões... aqui uma delas... Uma foto de um soldado morto em Outubro de 1933.


Pedro Emygdio de Oliveira pernambucano, com 36 anos de idade, morto devido a ferimento em confronto com cangaceiros, sendo enterrado no cemitério da Quinta dos Lázaros, em Salvador, Bahia.
Causa-mortis no laudo cadavérico: "sceptcemia grangrenosa, em consequencia de fractura do femur por projectil de arma de fogo."

Já do ladro negro da força: Os despojos de Alagadiço,SE.

 O que restou dos cangaceiros Zé Baiano, Demundado, Chico Peste e Ascelino. 
Foram assassinados por civis em 1936 no Povoado Alagadiço, município de Frei Paulo, SE. Para facilitar a escavação os corpos foram enterrados em um "formigueiro". Após a exumação Zé Baiano teve a cabeça cortada, mas não foi levada. Foram novamente enterrados, alguns ossos estão expostos no Memorial que fica no mesmo local deste massacre.

Corpo de Zé Baiano e a sua cabeça sob o mesmo.

Detalhe da face da "pantera negra dos Sertões".  
Choca? Agora imaginem esta foto em cores!

Postadas originalmente nas comunidades do Orkut : Cangaço, Discussão Técnica
e Lampião, Grande Rei do Cangaço

4 comentários:

IVANILDO SILVEIRA disse...

AMIGO RUBENS:

QUERO PARABENIZÁ-LO, POR ESSE RESGATE MEMORIAL/FOTOGRÁFICO QUE
O AMIGO ESTÁ FAZENDO, DO CANGAÇO E DE SEUS PERSONAGENS ( Volantes, cangaceiros, coiteiros, coronéis...etc..), ALÉM DOS LOCAIS DE COMBATE .

SEU TRABALHO, É DIGNO DE ADMIRAÇÃO E LOUVOR.

AGRADECEMOS AO AMIGO PELO
ESFORÇO DESPREENDIDO.

UM FORTE ABRAÇO, E PARABÉNS, TAMBÉM AO "KIKO", PELA DIVULGAÇÃO DESTA EXCELENTE MATÉRIA

IVANILDO SILVEIRA
Colecionador do cangaço
Natal/RN

Kiko Monteiro disse...

Respondendo ao amigo "Cangaceiro de Paulo Afonso" que enviou comentário, mas pediu que não fosse exibido.

Não se preocupe entendemos a sua dúvida. E acredito que ela seja fácil de resolver. 1º eu escrevi acima e repito novamente ...iguais a esta existem dezenas de fotos inéditas para a literatura que estão se perdendo nos arquivos de jornais desse nosso país. Rubens meteu o nariz nos ácaros baianos e nos brindou com estas. Outro exemplo: Aqui no blog já foram postadas diversas imagens que fazem parte do acervo particular de colecionadores, famíliares etc então elas só aparecem no momento oportuno, vide comentário de Ivanildo sobre novo livro de Mariloures Ferraz com fotos de Nazarenos nunca publlicadas etc. Não há mistério nisso. Das fotos disponibilizadas pelo confrade Rubens a única que deixou alguns amigos besliscando o queixo foi a de Antonio Ferreira, que por enquanto não consta no artigo. A propósito qual destas fotos lhe intriga?

Abraçando!

marcoslima disse...

é bom ver essa foto do cangaceiro juriti ele que segudo o meu avo vicente que ja não vivi mais! foi capíturado mesmo depois de ser anistiado pelo sgt: deluz em 1941 na vazenda pedra d'aguá e arastado ate a fazeda cuiabá onde foi lançado ainda com vida em uma fugueira ardendo ate amorte.
o sgt: deluz conhecido por sua pervecidade segundo o meu avo não escondia o ocorrido mais sim relatava si gabando do fato e teve arreconpença no dia 30/09/1952 onde foi assacinado em sua fazendo pelo nome de araticun onde os proprios cunhados esecutaran o serviço! onde ate hoje é marcado com uma cruz.


um abraço de um grande admirador do seu trabalho! cb:marcos

Anônimo disse...

Trabalhos como os de Rubens, Kiko, Ivanildo Silveira, Antonio Vilela e outros pesquisadores do tema Cangaço merecem todo nosso respeito e admiração.
Parabéns, companheiros, e continuem nos brindando com os pedaços desta colcha de retalhos composta pelas histórias e estórias do Cangaço, presentes, ainda, no Nordeste brasileiro.
Kydelmir Dantas
Mossoró - RN