segunda-feira, 9 de maio de 2011

No prelo
 

"Nesse universo inesgotável do cangaço, eis mais uma excelente obra na qual João Bezerra da Nóbrega coronel da PM em seu livro "Lampião e o cangaço na Paraíba," enfoca a participação do Rei do cangaço agindo direta ou indiretamente em terras paraibanas; bem como, um estudo sobre Inácio de Loiola Medeiros da Nóbrega, o cangaceiro Jurema, com o qual o autor tem um grau de parentesco.

Sobretudo, fala de sua experiência de 35 anos de serviço na Polícia Militar da Paraíba, os feitos das volantes Paraibanas, e uma visão pessoal sobre o poder constituído desse estado. Descrevendo ainda vários nomes de cangaceiros e volantes oriundos da Paraíba.

Em estilo forte e profundo, produziu um trabalho bom de se ler, narrando as peripécias criminosas de Virgolino e bando, além de outros asseclas que infestaram o sertão nordestino, com a palavra agressiva e corajosa, tinha que ser um sertanejo destemido e do ramo da segurança pública.

Desse amigo posso falar com propriedade, pois é um pesquisador sério e está sempre em busca de trabalhos fidedignos. Sobre o cangaço, estamos sempre discutindo novas obras e comparando as antigas, dessa gama de escritores da Literatura do banditismo nordestino - Lampião e asseclas. Esta é, indubitavelmente, uma obra que agradará aos escritores, pesquisadores e calouros desse mundo fascinante do cangaço."

Presentes neste trabalho: Bandidos paraibanos, jagunços, capangas, pistoleiros e coronéis. E as raízes genealógicas da família Nóbrega.

E ainda: Heróicos volantes tabajaras dignos de estátuas. E contrastando - O pabuloso e debochado Jurema. Os perversos crimes de Lampião e Antonio Silvino fazem parte desta narrativa. E a ordem pública; E Liberato Nóbrega; E Chico Pereira; E a fome, miséria e seca; E a flora e fauna do Sertão.

Caro leitor! Depare-se com todo este desfile nas páginas deste livro. Com lançamento previsto para o mês de Junho.


Att. Narciso Dias
Sargento da PM/PB

Nenhum comentário: