sexta-feira, 16 de julho de 2010

Lampião, nasceu em que dia mês e ano finalmente?

 ... Continuaremos no mesmo dilema? 

Por Ivanildo Silveira

A data do nascimento de Lampião é muito polêmica, pois segundo a literatura cangaceira, não há harmonia de pensamento dos pesquisadores a esse respeito. Vejamos.

No estudo da data correta, duas se sobressaem:
"07 de julho de 1897" data indicada na sua certidão de Nascimento fornecida pelo Cartório de Registro Civil do 3º Distrito de Tauapiranga, do Município de Serra Talhada/PE e "04 de junho de 1898" Indicada no batistério emitido pela diocese de Floresta/PE .

(Billy Chandler; Hilário Lucetti; Aglae de Lima; Rodrigues de Carvalho defendem a data de 07 de julho.
Já Antonio Amaury; Frederico B. Maciel,; Frederico Pernambucano; Nertan Macedo e Estácio de Lima defendem a data de 04 de junho)

Outra data citada pelos estudiosos, tem como nascimento o dia: "12 de fevereiro de 1900" . (Leonardo Mota, Ranulfo Prata; Câmara Cascudo; Melchiades da Rocha etc.).

VIDE, ABAIXO, CÓPIAS DA CERTIDÃO DE BATISMO E REG. CIVIL DE VIRGULINO:



 Cópia ampliada

Filho de José Ferreira dos Santos e de Maria Sulena da Purificação, sendo seus avós paternos Antônio Ferreira de Barros e Maria Francisca da Chaga, e avós maternos Manoel Pedro Lopes e Jacoza Vieira da Solidade. Observe a reprodução da Certidão de Nascimento acima. Clique para ampliar.

Em face dessas divergências de datas existentes no Batistério e Registro do Rei do Cangaço, fica difícil uma conclusão. Vejam que grandes historiadores/pesquisadores do cangaço não comungam da mesma opinião, imaginem nós, que somos simples mortais, e curiosos no estudo do tema.

Em minha modesta opinião, entendo que a data do batistério é a correta, uma vez que, é um ato que antecede o Registro de Nascimento, e que o sertanejo (hoje e naquela época), privilegia a feitura do primeiro (batistério), em detrimento do segundo (registro nascimento).

Ademais, é comum não só no sertão, mas no interior de todos os Estados, haver divergência de datas entre o Batismo e o Registro de nascimento. Tal fato, já aconteceu com minha família ( 09 filhos ), e o meu pai ao fazer o registro, trocava as datas de nascimento (RISOS), imagine no tempo de Lampião, com deficiências de cartórios/Igrejas.

Essas são as nossas impressões, respeitando as opiniões em contrário.

1ª Imagem: Iconografia do livro "De Virgolino à Lampião", de Antonio Amaury e Vera Ferreira
2ª imagem: E outras informações foram pescadas no blog do Newton Thaumaturgo.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Clique e conheça a história de Brejo da Madre de Deus e de outras cidades do Agreste Pernambucano : Newtom Thaumaturgo

Nenhum comentário: