domingo, 14 de março de 2010

Balanço sobre evento em Paulo Afonso

Maria já é quase centenária

Com tamanho atraso devido a problemas técnicos postamos aqui nossas impressões sobre o 2º Seminário do Centenário de Maria Bonita ocorrido nos últimos dias 8, 9 e 10 de março na UNEB - Universidade Estadual da Bahia (Campus de Paulo Afonso).

O evento organizado pelos confrades João de Sousa Lima, Professor Juracy Marques, Antônio Galdino, Rubinho Lima, Edson Barreto e Marcos Edilson contou com o apoio da SBEC - Sociedade Brasileira de estudos do cangaço principal entidade sobre a pesquisa do tema além da consolidada Cariri Cangaço nas pessoas de Manoel Severo e sua esposa Danielle Esmeraldo.
  
 João de Sousa, nosso anfitrião, palestra para crianças do ensino básico.

 
 Juracy Marques dá as boas vindas. 

Não faltou a indispensável latada de livros, com lançamentos para a bibliografia cangaceira além de farta munição em Literatura de cordel, revistas, souvenirs de Paulo Afonso e região. 

 Alcino, Aninha, este blogueiro e Coroné Severo no Pórtico da UNEB.

Os colecionadores e estudiosos adquiriram dois novos livros, sendo estes "Maria Bonita, diferentes contextos que envolvem a vida da rainha do cangaço", uma coletânea de artigos resultado da primeira edição do evento, acontecido em Março de 2009, dos autores; João de Sousa Lima, Edson Barreto, Antonio Galdino, Juraci Marques e Rubinho Lima. 


E o livro "Lampiões Acesos, o Cangaço na Memória Coletiva" do escritor Marcos Edilson de Araújo Clemente trabalho do qual iremos em breve trazer uma resenha junto com contatos para aquisição direta com o autor.
 
Mesa redonda para construção do III Seminário

Os promotores do II Seminário Internacional de Nascimento de Maria Bonita; UNEB - Universidade Estadual da Bahia, Prefeitura Municipal de Paulo Afonso e a SBEC - Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço, promoveram agora a pouco, grande reunião de trabalho com representantes das entidades envolvidas, já se preparando para a realização em 2011 da grande festa de realização das comemorações ao Centenário de nascimento de Maria Bonita; que nasceu no dia 08 de Março de 1911.

 Prof. Juracy Marques presidiu a mesa que definirá a programação de 2011.


Sob a coordenação do Diretor da UNEB, Professor Juraci Marques, os participantes foram convidados a contribuir com idéias e sugestões para a construção do grande III Seminário a se realizar em 2011. Foi criada uma Comissão que ficará responsável pela organização e gestão da referida iniciativa, com a coordenação da UNEB e colaboração da SBEC e apoio da Prefeitura de Paulo Afonso. Os encontros estarão determinados a partir de uma periodicidade e todos os membros da Comissão terão tarefas específicas na construção do III Seminário no ano de 2011, na cidade de Paulo Afonso.

Fonte: Cariri cangaço

 Palestras
  
 

Na terça feira, segunda e mais importante noite do evento a platéia foi formada em sua maioria por alunos da UNEB. O temas tinham direcionamento para A presença feminina no cangaço e aspectos que envolveram a vida de Maria Bonita ao lado de Lampião.

- Manoel Severo Curador do Cariri Cangaço, abriu com o tema: O Cangaço no Imaginário Feminino Sertanejo;

- O escritor Rubinho Lima reforça com A presença das mulheres e sua especialidade que é o Cordel e Xilogravura;

- Pesquisador e escritor Antônio Vilela aborda o episódio “Rainha Baleada”, ocasião em que Maria Bonita foi ferida na cidade de Serrinha do Catimbau atual Paranatama –PE;

- A quarta palestra na verdade uma intervenção foi por nossa conta e risco - Kiko Monteiro Blogueiro. Cangaço e as Novas Mídias, sugerindo e promovendo a importância de blogs, sites e comunidades do Orkut ligados à pesquisa cangaceira;

- Pesquisador César Megale com o episódio da morte de Maria em Angico;

- O polemico e irreverente escritor sergipano Alcino Costa, assumiu e arrancou sorrisos com o tema: As Mulheres Mudaram o Cangaço;

- Pesquisador Paulo Gastão conformado com 10 minutos estipulados desfilou o tema: Os Aspectos Sociais e Econômicos do Cangaço; 

- E por fim o Presidente da SBEC Ângelo Osmiro, aproveitou a oportunidade para explanar sobre O significado e importância do trabalho da entidade.

 
 Kiko Monteiro, Manoel Severo e Alcino Costa

 
 João de Sousa Lima e Danielle Esmeraldo secretária de Cultura de Crato-CE

Rota do cangaço em Paulo Afonso

 
 Rubinho Lima e Nós 

 
 Casa de Dona Generosa

Na quarta-feira dentro da programação matinal foi proporcionada uma visitação técnica até o museu casa de Maria Bonita, erguido no local original da casa da rainha do cangaço (povoado Malhada da Caiçara) e às ruínas da casa de Dona Generosa (povoado Riacho) onde eram realizados bailes para Lampião e seus meninos quando estes estavam na região, além de contemplar a Serra do Umbuzeiro. Mencionado em outro artigo tentamos localizar a Lagoa do Mel local da morte de Ezequiel Ferreira.  
Mas seu João!!! prepare a "cangaia" pra levar todo mundo ano que vem aos pontos que faltaram, pois são muitos, não é cumpadi Severo?. 
Por motivo de compromissos inadiáveis tive que retornar ao Sergipe após o almoço sem poder acompanhar as atividades da noite que encerrariam o evento.

Fotos: Kiko Monteiro, Manoel Severo e Danielle Esmeraldo. 

Nenhum comentário: