domingo, 18 de novembro de 2012

Cangaceiros de Lampiao "de A a Z"

É o mais novo livro de Bismarck Martins

Como conseguir dados e informações biográficas confiáveis dos cangaceiros que atuaram diretamente com Lampião, inicialmente, como  companheiro de grupos e depois de 1922 e até 1938 sobre suas ordens?

O autor usou como fontes, centenas de livros, revistas, jornais, processos criminais, entrevista com ex- cangaceiros , ex-volantes e seus familiares, coiteiros e roceiros, documentários, entre outros. Foram , aproximadamente, trinta anos de dedicação, trabalho,  pesquisa , paciência e sabedoria na montagem de cada peça desse quebra-cabeça com grau de dificuldade máxima.

Haja vista que, principalmente, os jornais, na sua grande maioria, eram ligados aos governantes e estes veículos de informações,  recebiam informações desencontradas e incompletas  do distante  e remoto interior.  Para completar o grau de dificuldade, podemos constatar  a existência de vários cangaceiros chamados Jararaca, Balão, Gavião, Moreno e tantos outros. Esta estratégia era uma prática de Lampião para despistar as baixas dos grupos cangaceiros. A existência dos homônimos, sempre foi  um  grande obstáculo   àqueles que se dedicam ao estudo da biografia dos “bandoleiros das caatingas”, pois somente resta, como norte, ao pesquisador,  a cronologia  e a geografia . Mas as dificuldades não abalaram a vontade e a determinação de Bismarck Martins, que conseguiu reunir um extraordinário conteúdo biográfico dos “Cabras de Lampião”.


Um trabalho sério, audacioso, que o autor dedica aos estudiosos, pesquisadores e a memória histórica destes personagens, que agiram no palco das caatingas e carrascais do cangaço lampiônico. O autor tem a consciência que essa obra será eternamente inconclusa, pois sempre haverá o que corrigir, alterar e acrescentar, pois as  informações sobre os cangaceiros são infinitas.

O autor  inicia sua obra dissertando sobre Lampião, sua infância e adolescência; os primeiros atritos com José Saturnino; a mudança da família Ferreira para o poço do Negro, próximo à vila de Nazaré, atual Carqueja; as divergência com os Nazarenos e a entrada definitiva dos irmãos, Virgolino, Antônio e Levino,  na vida bandoleira; as primeiras lutas com a polícia, em Nazaré e a mudança para Água Branca, em Alagoas.

Em seguida, os irmãos Ferreira  integram-se no bando dos Porcinos  e a morte dos pais. A entrada  de Lampião e seus irmãos no grupo de Sinhô Pereira. Continua a partir de 1922, quando Lampião passou a chefiar o grupo e iniciar uma nova fase do Cangaço Nordestino, o período do terror, com mortes, vingança e crueldade, tanto da parte dos cangaceiros como das volantes.

Na sequência, vem a longa relação de Cangaceiros  de Lampião, com os respectivos dados biográficos, notas e informações, que foram possíveis reunir. À primeira vista, parece monótona a leitura, mas se faz necessário repetir as informações sobre cada cangaceiro, pois não é um livro de leitura, e sim  um livro de consulta.

O livro tem 308 páginas... e atenção! baixou! Está saindo ao preço de R$ 35,00 (Trinta e cinco reais) com frete incluso.

Onde comprar? Com nosso revendedor oficial Professor Pereira através do E-mail fplima1956@gmail.com ou pelos tels. (83) 9911 8286 (TIM) - (83) 8706 2819 (OI)

Um comentário:

Anônimo disse...

Amigos, o referido livro estará a disposição de todos após o seu lançamento no dia 29/11, 18:30hs, no Sebo Cultural, na Rua dos Tabajaras, 848 João Pessoa-PB.
Estarei sempre a dispoição de todos os amigos.
Abraços . Prof. Pereira