sábado, 9 de abril de 2011

Obra póstuma de Juarez Conrado será finalmente lançada 

Será no dia 14 de abril, às 19h30, no hall da BPED Biblioteca Epifânio Dória, o lançamento de ‘Lampião – Assaltos e Morte em Sergipe’, obra literária produzida pelo jornalista e escritor Juarez Conrado Dantas, baiano radicado em Aracaju, falecido em 25 de outubro de 2010. O lançamento póstumo está sendo organizado pela família de Juarez, um apaixonado pela história do cangaço.

Capa do livro que será lançado na BPED.
O livro é fruto de um segundo estudo de Juarez Conrado sobre o cangaço. Além de revelar Lampião como um brilhante estrategista militar, apresenta também o roteiro minucioso da entrada e saída do Rei do Cangaço em 16 municípios do sertão sergipano. Trata-se de um registro farto de imagens, documentos e referências bibliográficas. Um livro de estudo. Um estudo transformado em livro.

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através da Biblioteca Epifânio Dória, apóia o lançamento da publicação. Segundo o secretário adjunto, Marcelo Rangel, literatura, jornalismo e história sempre andaram de mãos dadas na obra de Conrado.

“O jornalista Juarez Conrado deixou em Sergipe um legado significativo de compromisso com a memória, com a informação, com a cultura sergipana. Acalentava projetos literários com a mesma seriedade e carinho com que lidava com a notícia, e por isso fez História. A Secult, através da Biblioteca Epifânio Dória, recebe este lançamento com muita honra e como uma oportunidade exemplar de homenagear essa importante figura”, declara Rangel (Foto: Fabiana Costa/Secult).



Sobre Juarez Conrado

Nascido na Bahia, radicado em Aracaju, e pelos serviços prestados a este Estado, foi reconhecido Cidadão Sergipano pela Assembléia Legislativa em título concedido no ano de 1995. Foi diretor da sucursal do jornal A Tarde (BA) em Sergipe e atuou em diversos veículos de comunicação do Estado.

A estréia literária acontece com Sindicato da Morte, pesquisa sobre o banditismo organizado no Nordeste Brasileiro, lançado em 1966. Em seguida, revela-se romancista e lança ‘A Dama da Noite’ e ‘O Último dos Coronéis’. Retoma o jornalismo investigativo no ano de 1983 e lança "A Última Semana de Lampião", que foi adaptado para o cinema, num filme de 60 minutos de duração, totalmente gravado em Sergipe, com técnicos e artistas sergipanos.

No ano de 1990, incursa pelas veredas da Prosa e da Poesia e lança ‘O Grande Akuntô’, sobre a escravidão negra no Brasil. A obra foi traduzida para o francês, inglês e yorubá, e lançado simultaneamente na Nigéria, Angola e Zaire.

Pesquei em : Divirta-SE


5 comentários:

João de Sousa Lima disse...

Falei com o Juarez poucos dias antes de sua morte, ele queria que eu escrevesse uma orelha desse livro, estivemos em contato por muitas vezes por telefone e emails e ele sempre tirava algumas dúvidas sobre as localidades da Bahia que fazem divisas com Sergipe.
Esse livro é o fruto de uma grande pesquisa, temos que prestigiar o autor adquirindo a obra e levado suas informações para as gerações futuras.
a relização do trabalho pela família mostra a união que cercava o grande escritor, desejo sucesso a todos e que o exemplo do Juarez Conrado, de cidadão exemplar, de um artista conceituado, norteia a vida dos que ainda estão presentes conosco.

NETO disse...

Tudo bem KiKo Monteiro?
Meus agradecemos pela excelente.

Sou um adimirador da história do cangaço, e comecei a gostar desses grandes vaqueiros dos sertões nordestinos, e gostaria de saber como posso adequerir o livro ‘Lampião – Assaltos e Morte em Sergipe’, obra literária produzida pelo jornalista e escritor Juarez Conrado Dantas.
Email: netosilva_01@yahoo.com.br
netoeeliza@gmail.com

Kiko Monteiro disse...

Saudações Neto

No momento estas são as únicas informações que temos. Pretendo ir ao lançamento e assim ficarei a par do preço e lhe darei um retorno
Combinado?

Abraçando!

José Mendes Pereira disse...

Muito justo esta homenagem ao jornalista juarez Conrado. O jornalista que teve a honra de entrevistar o coiteiro de Lampião, o senhor Mané Félix.

Merecedor de elogio e homenagem.

José Mendes Pereira - Mossoró-RN.

Gustavo Costa Farias disse...

Parabens a Secretaria Estadual de Cultura do vizinho Estado de Sergipe pela realizacao desse lancamento do livro de Juarez Conrado(conheco o seu brilhante livro A ULTIMA SEMANA DE LAMPIAO), Lampiao-Assaltos e Morte em Sergipe(gostaria de adquiri-lo). Peco, nesta ocasiao a mesma uma nova publicacao do livro LAMPIAO O ULTIMO CANGACEIRO, do autor sergipano Joaquim Gois. Abracos Gustavo Costa Farias.