segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Perdeste a entrevista de Frederico?

Conheça a história do cangaço e as duas faces de Lampião

Comandados por Lampião, os cangaceiros armados invadiam cidades, vilas e fazendas. Em contraste ao lado sanguinário, ele tinha habilidades com a máquina de costura.

O repórter Francisco José conta a história do cangaço e as duas faces de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião: o homem sanguinário do sertão e ao mesmo tempo o costureiro, que fazia bordados. Conheça o relacionamento do rei do cangaço com os políticos e personalidades da região, a vida das mulheres em meio à caatinga e a cultura própria criada pelos cangaceiros.



G1 Globo News

Em caso de problemas com o vídeo da Globo assista pelo YouTube

3 comentários:

Anônimo disse...

Poderiam por favor me dizer qual é a música (rabeca) tocada na propaganda do programa?
Obg e abraços.
Marco Antonio
malp.leite@gmail.com

Kiko Monteiro disse...

Amigo Marco pesquisei nos temas de Baile Perfumado mas ela não faz parte. Eu tenho uma dedução, acredito que seja trabalho do Siba e a fuloresta.

Abraçando!

Anônimo disse...

Olá! Me chamo Oscar sou estudante do curso de história da faculdade funeso e gostei bastante da entrevista de Frederico Pernambuco na Globo, eu tinha acabado de largar do trab. as 12:30 e escutei pelo radio que ia haver uma reportagem no progama do Jô sobre a historia de Lampião, poxa foi de mais, mas fiquei muito angustiado pois não poder ver a reportagem e só escutar pois estava no onibus em direção a minha casa!
só hj consegui ver o video e gostei muito da reportagem.
gostaria muito de saber se ha exemplares sobre sua pesquisa.

não sei se o sr: Frederico Pernambucano de Melo tem acesso a esse e-mail mas gostaria de dizer que admirei bastante o seu trab.
e a partir daquele dia decidi fazer minha pós graduação nesse segmento e continuar com o que já tinha em mente de obter pesquisas sobre nassau em sua regencia aqui em pernambuco.


grande abraço a todos!
se esse e-mail poder chegar ate o sr: Frederico, minha sinceras admirações por seus estudos e pesquisas.

att. Oscar