quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

SEMANA LUIZ GONZAGA 2009

De 09 a 13 de dezembro no Recife
 
Passados exatos 20 anos do falecimento de Luiz Gonzaga, sua importância para a música e cultura popular nacional ainda precisa ser afirmada, mesmo descoberta, por grande parte da população brasileira.

No mês de seu nascimento, o Memorial Luiz Gonzaga, com a parceria de importantes instituições acadêmicas e de memória, realiza uma semana de palestras, oficina e mostras que pretende contribuir para a melhor compreensão e dimensionamento do artista que representa um dos pilares fundamentais de nossa música.

Dentro da vasta programação está a 2ª JORNADA GONZAGUIANA PARA EDUCADORES
Local: Universidade Católica de Pernambuco - Auditório Pe. Antonio Vieira – G2,  Recife - PE
Data: 11 de dezembro; Das 07h30 às 17h30; (300 vagas)

A Jornada objetiva proporcionar aos educadores em geral oportunidade de informação sobre o universo social e cultural sertanejo, no qual Gonzaga cresceu e inspirou-se para construir sua obra, e que tão bem representou com sua imagética e oralidade.

Direcionado a educadores, sem excluir a participação de outros interessados, o evento, em sua segunda edição, apresenta temas emblemáticos para o conhecimento do Sertão e da obra gonzaguiana.


PROGRAMAÇÃO

08h00 – Cadastramento
08h30 – Abertura
09h00 – Tema 1 – A figura do coronel e o coronelismo. Prof. Dr. João Moraes – UFRPE
10h00 – Pausa para o café
10h30 – Tema 2 – A figura do vaqueiro e a civilização do couro Prof. Dr. Caio Maciel – UFPE

11h30 – Almoço

13h30 – Tema 3 – A figura do beato e o catolicismo popular Prof. Dr. Severino Vicente – UFPE
14h30 – sorteio
14h40 – Tema 4 – A figura do cangaceiro e o cangaço Prof. Dr. Daniel Duarte – UFPB (Sócio da SBEC)

15h40 – Pausa para o café

16h10 – Tema 5 – O nordeste e a expressão de Luiz Gonzaga Profa. Dr. Sulamita Vieira – UFC
17h10 – encerramento


Memorial Luiz Gonzaga
Informações: (81) 3232.2965
mlgonzaga@recife.pe.gov.br


Fonte: Jairo Melo; Forró em Vinil

2 comentários:

Sérgio Dantas.'. disse...

Gostei do 'PAUSA PARA O CAFÉ'. Acho triste quando um evento trata de cultura popular e se põe na programação o impalatável termo 'Coffee Break'.
Parabéns à organização por essa demonstração de apego às raízes e ao IDIOMA.
Abraço
Sérgio.'.
NATAL

Geziel disse...

Veja que interessante... O cabra é fluênte na língua do tio Sam e manda lenha no estrangeirismos, esse é meu amigo SD só perde para o filólogo de Currais Novos.