quinta-feira, 29 de março de 2012

A dona de Lampião

O livro narra a vida de Maria Bonita situando-a no seu tempo, ou seja, aos 30. Época do governo Getúlio Vargas, das oligarquias, das famílias poderosas politicamente e economicamente no Nordeste brasileiro. O que acontecia em 1911, ano do suposto nascimento de Maria Gomes de Oliveira, que veio a ser a Maria Bonita? O que tinha essa baiana de Paulo Afonso de especial que encantou Virgolino, seguiu seu bando pelos sertões enfrentando todos os perigos e ficou com ele até o fim da vida?


Capa

Sua morte cruel e precoce, aos 27 anos de idade na Grota de Angico (Sergipe) revela toda a crueldade de uma polícia sangrenta que tentou barbaramente apagar o mito Lampião e Maria Bonita e não conseguiu, mesmo agora, depois de mortos 74 anos depois. O casal vive no imaginário popular nas diversas modalidades: cinema, TV, livros, cordel, artesanato, gastronomia, moda, música e nas artes. E Maria Bonita vive!

O livro de Wanessa, em estilo jornalístico, traz um lado nunca revelado na literatura cangaceira: a supremacia de Maria Bonita no bando, e em Lampião. Por que não?

O livro tem 100 páginas, custa R$ 36,00 (Trinta e seis reais) + frete (Pac entre R$10 e R$15) está sendo vendido pela Estante cultural através do seu site Clique aqui e faça uma simulação de envio. Ou no Recife, nas Livrarias Jaqueira e Poty livros.

Nenhum comentário: