sábado, 2 de junho de 2012

Voltamos apresentar

Amigos, eis aqui o último capítulo do polêmico "Padre Cícero e Lampião", com o
Professor Renato Casimiro.



Espero tirarmos algumas conclusões que venham a nos ajudar no entendimento da nossa história.

No próximo CONHECEDORES DA NOSSA HISTÓRIA, Auschwitz, Treblinka, Dachau, Buchenwald, Sobibor, Dublin...?

Nada disso. É Crato, Cariús, Ipu, Quixeramobim, Senador Pompeu e Fortaleza. Pois sim. Nós também tivemos disso para nos envergonhar. "CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO CEARÁ".


Aguardem
Aderbal Nogueira

3 comentários:

Val Minillo disse...

OLá Amigo!!

Sou seguidor deste Blog muito bom e o tenho divulgado em meu blog pessoal como blog que estou seguindo. Como contribuição estou enviando um link de um blog no qual encontrei uma foto de Maria Bonita (Rara).

http://mistermussumano.blogspot.com.br/2011/04/maria-gomes-de-oliveira-maria-bonita.html

Tenho uma poesia minha sobre Lampião e Maria Bonita. Quando for possível (sobrando um tempindo) enviarei.

Abraço fraterno

Val Minillo.
Blog Jardins do coração!!

Kiko Monteiro disse...

Saudações Val Minillo

Obrigado por ser um de nossos "rastejadores". A foto em questão nós já temos e conhecemos inclusive a original que pertence ao nosso primo o pesquisador João de Sousa Lima.

Quanto a poesia mande quando puder que publicaremos com toda satisfação
o email é: lampiaoaceso@hotmail.com

Abraçando!

Anônimo disse...

Depois de assistir ao depoimento do Prof. Renato Casimiro, gostaria de encaminhar uma questão: O professor diz que nada acontecia no Juazeiro, sem que o Padre tivesse conhecimento. O próprio depoente, mais a diante, admite que P Cícero foi surpreendido com a presença do bando de cangaceiros em março de 26. Outros pesquisadores respeitados afirmam que o Padre desconhecia o convite de Floro à Lampião. Como podemos explicar que um fato de muita importância (o convite à Lampião para combater os revoltosos), pudesse ter sido executado sem o conhecimento do Padre? Será que a liderança do Padre já não era tão forte? Havia no Juazeiro alguma força tramando algo que o Padre desconhecia?
A parte engraçada dessa história é que a única “testemunha ocular” de uma outra passagem de Lampião por Juazeiro poderia ser o Cego Aderaldo!
C Eduardo