terça-feira, 29 de março de 2011

Balanço e flagrantes

3º Seminário Internacional do Centenário de Maria Bonita 

Desculpem a demora. Cada evento pra mim tem o mesmo efeito de um carnaval... sempre volto embriagado... mas é de informações e material. Como o orçamento foi quase nulo desta vez só trouxe mesmo informações, fotos e como sempre ... 
Guardando as recordações / Das terras onde passei / Andando pelos sertões / E dos amigos que lá deixei.
Como é que foi a confraternização do primo João?

O ultimo evento da trilogia ocorreu da ultima quarta-feira 23 até o sábado 26 e foi igualmente edificante para todos os participantes. Eu, que por motivos de trabalho só pude compartilhar da companhia dos confrades até as 13 horas da sexta-feira 25, procurei aproveitar ao máximo. Obviamente registrei algumas imagens, para dividir com os clicados e apresentar aos que não puderam se fazer presentes alguns dos melhores momentos deste encontro que encerra as comemorações pelos 100 anos da rainha do cangaço. Teoricamente foi o derradeiro, mas há um projeto para que este torne-se efetivo no calendário daquela cidade.
 
 Nossa primeira missão foi uma singela homenagem ao coroné fortalezense Ângelo Osmiro.  
Mais um cangaceiro para compor sua coleção, uma peça com um detalhe exclusivo...


 ...O capitão com um traço marcante da feição do Coroné. 
Obra do artista sergipano Liu Filho.

A personalização da fachada do Memorial da Chesf em Paulo Afonso. 
Quem posou pra nós foi o confrade Tomaz Cysne. 

Exposição fotográfica desenvolvida pelo padre "cangaceirólogo" Celso

 Prestigiando o evento nosso estimado professor Pereira, PB;  
José Cícero, CE Neli de Durvinha, MG e Luiz Ruben PE

 Aspecto da mostra

Padre Celso 

  O mestre de cerimonias Antonio Galdino faz as honrarias.

 
 100 anos de Maria Bonita: Nascimento, vida e morte da rainha do cangaço fora o tema dissertado com propriedade e com o charme oriental de Dona Juliana Schiara. Que fez uma oportuna cobrança quanto a falta de mulheres engajadas na pesquisa.

 
 Logo após as impressões de miss Juliana coube a nós uma apresentação sobre a influencia de Maria na música brasileira e estrangeira. intitulamos QUEM CANTOU MARIA?


Lançamento oficial do livro Lampião -Sua morte passada a limpo 
dos companheiros Sabino Bassetti e Carlos César Megale.


 No dia seguinte o destino era a grota. Durante a viagem o pesquisador e documentarista Gilmar Teixeira (De costas por questões estéticas do artigo) faz uma breve palestra acerca do seu trabalho sobre o assassinato de Delmiro Gouveia, livro que já está quase no prelo. 


 Ultima chamada para o embarque. João convida a todos para a visita técnica proporcionada pela prefeitura municipal de Piranhas.


Pela primeira vez realizo o passeio até Angico apartir da cidade alagoana. Já havia feito por duas vezes utilizando a "trilha dos cangaceiros". Alí estamos ao lado do escritor Paulo Gastão.

 Compadre Afrânio Cysne de Fortaleza posando para a imprensa.

 
 O psicólogo e cangaceirólogo "Jesuinista" Júlio Schiara pegando uma cor para levar para Quixadá.

 
 Depois da subida o descanso. Os pesquisadores Jack De Wite (França) e Bosco André (Ceará)

 Wilson Seraine, nós, Vilela, Sousa e mestre Alcino "meu companheiro de quarto"

O começo do fim: Aos pés do escritor Antônio Vilela eis o "Poço do tamanduá" onde o cangaceiro Amoroso ao buscar água é atingido pelo primeiro tiro deflagrando a chacina. 

 
 Detalhe das dimensões do pequeno Poço do tamanduá.

O que faz o pesquisador Dr Leandro Cardoso apoiado nesta munição de badoque?  
Esta pedra (a poucos metros do Poço do tamanduá) seria o ponto exato em que Maria Bonita é atingida pela primeira vez. Ao ouvir o 1º tiro Maria corre ao encontro de Amoroso, ferida corre para o coito...  

 
 Outro ponto interessante e raramente fotografado é esta formação rochosa que segundo relatos de cangaceiros sobreviventes por possuir uma superfície plana servia de mesa para refeições (localizada no mesmo trecho de acesso ao poço do tamanduá).

A comitiva almoçou no restaurante "O Lampião" 



Nossa anfitriã Srta. Melinna Freitas (prefeita de Piranhas);  
João de Sousa e o secretário de turismo Cacau

Coroné Severo, Juliana Schiara e coroné Angelo  
"impaciente com a demora do rango". 

 
Barriga cheia , mão lavada, pé na estrada... 
Assistimos as conferências da tarde na cidade de Piranhas 
Em destaque o turismólogo e pesquisador Jairo Luiz.
 
  João de Sousa declara todo seu amor a Durvinha, Maria a meninada toda.


Com a palavra... pesquisador José Cícero (secretário de Cultura de Aurora, CE)...

... O ator, Dramaturgo Pawlo Cidade, de Ilhéus , BA  

 Uma grata surpresa para os pesquisadores presentes foi sem dúvida a participação do senhor Dércio Canuto. Neto do soldado Adrião que aos 22 anos de idade foi o único volante morto no tiroteio em Angico. 
Dercio é filho de Maria Belízia de Souza Canuto 77 anos residente na cidade alagoana de Paulo Jacinto. Ele alertou aos pesquisadores sobre a origem do avô que não era de Mata Grande e sim de Chã Preta também nas Alagoas.


A noite foi de Canindé, SE. Mesa composta para mais uma sessão. 

Deputado Estadual por Alagoas e vaqueiro da história Inácio Loiola nos brindou com um excelente resumo sobre as ultimas horas de Lampião e Maria. Inácio tem ligação direta com dois dos principais personagens do ato final. É neto de Waldemar Damasceno (telegrafista de Piranhas que comunica a presença de Lampião no coito) e genro de George Alves Lisboa o (telegrafista de Pedra (Delmiro) que recebe a mensagem a transmite à João Bezerra).


Em seguida o lorde e chanceler Paulo Gastão faz uma breve síntese da importância de Maria e principalmente da pesquisa como um todo. As palavras de Paulo tem o efeito de nos recobrar o incentivo que as vezes quer se resguardar devido ao preconceito dos avessos ao tema. 

 
 A irreverencia do físico nuclear Wilson Seraine, o maior Gonzagólatra da terra da cajuína.

No dia seguinte foi oferecido aos palestrantes e confrades da SBEC uma recepção na casa do Dr. Luiz. Após ao almoço João de Sousa promoveu uma "avant prèmiere" do seu filme GATO - um rastro de sangue e ódio. 


 Já deixando o coração nas ultimas sessões de fotos : Tomaz Cysne Fortaleza, Josué "2º cangaceiro carioca", Sra Francisquinha Triunfo,PE e o sempre presente Antônio Vilela Garanhuns, PE.


Dr Pedro Luiz meu futuro conterraneo 
(Não é de lá pra cá e daqui pra lá) Se Severo não faiá! 


É isso.
Só posso dizer que o sucesso já era previsível, O empenho do primo João e a parceria entre Paulo Afonso, Piranhas e Canindé proporcionou a melhor das três edições .

Um abraço fraterno a todos os amigos

Desculpe se deixei alguém de fora (não tem nada haver com afinidade foi lapso mesmo).
Se acaso tu não se viu o que não faltou foi câmera meu fí, aproveito para indicar aos amigos que estiveram por lá para Conferir as várias coberturas fotográficas proporcionadas por...

Driele Mutti no portal Mais Festa de Paulo Afonso. Clique aqui

Coroné Severo no www.cariricangaco.com

Antonio Galdino na Folha Sertaneja online: Clique aqui

José Cícero no Blog de Aurora : Clique aqui

Baladas da Ilha (Paulo Afonso): Clique aqui

E se Deus quiser quando setembro chegar nos encontramos no nosso querido Cariri.

6 comentários:

Narciso disse...

Amigo,confrade,conterrâneo pois minha saudosa mãe era de Lagarto, fico altamente emocionado quando vejo todos os confrades participando de um evento tão grandioso parabéns mais uma vez pela bela postagem e aos amigos um caloroso abraço.
Nos veremos no Cariri.

Narciso Dias

Anônimo disse...

Repito, Joao, Jairo, Alcino e Kiko.
. Um por todos e todos por um. Aderbal Nogueira.

José Mendes Pereira disse...

Amigo Kiko Monteiro:

Parabenizo-lhe pela sua capacidade de ter feito uma boa organização com estas fotografias, dos seminaristas que participaram das comemorações da nossa rainha, a Maria Bonita.
Parabéns! Valeu!

José Mendes Pereira - Mossoró-RN.

José Cícero disse...

Amigo Kiko,
Mergulhado já em imensas saudades quase como se fossem as boas águas do São Francisco que ficou pra trás, quero aqui agradecê-lo por sua fraternal gentileza e agradável camaradagem lampiônica, tanto para comigo, quanto para todos do nosso oásis Cariri.
Muito boa e procedente a sua postagem. Parabéns!
Votos de saúde, inspiração e properidades, tanto em espírito quanto em matéria.
Um abraço amigo com a dimensão do rio São Francisco.
José Cícero
Aurora-CE.
............................
www.prosaeversojc.blogspot.com
www.blogdaaurorajc.blogspot.com
www.jcaurora.blogspot.com
www.seculteaurora.blogspot.com
www.aurora.ce.gov.br

Julio Cesar disse...

Kiko... uma dúvida...
Aquela estátua de cangaceiro que deram a Angelo... aquele bigode tá parecido com o do próprio... o artista usou Angelo como modelo?

Abraços

Kiko Monteiro disse...

Julio pode acreditar o rosto é um padrão do artista. Foi adicionado somente o bigode. Depois de pintado... realmente nos surpreendeu uma curiosa semelhança do conjunto.

Abraçando!