sábado, 9 de fevereiro de 2013

Fotos

Manuel Moreno, sua esposa Áurea e o cabra Gorgulho
 

Subgrupo de Lampião eliminado enquanto festejavam  na Fazenda Poço da Volta, em Porto da Folha/SE. Foram execultados pela volante baiana do Sargento Odilon Flor, a 23 de junho de 1937, durante as festas de São João.

Fonte: Livro Guerreiros do Sol, Frederico Pernambucano de Mello.

Creditos:
Ivanildo Alves  da  Silveira
Colecionador do cangaço
Membro da SBEC e do CARIRI-CANGAÇO
Natal / RN

5 comentários:

Janice Adja disse...

Você conhece a história de Cabeleira?
Ele era um Lampião ruim. Matava só por prazer.
Se eu fosse você retirava as letrinhas dos comentários. Elas só atrapalham.
Beijos!!

Kiko Monteiro disse...

Conheço alguma coisa sobre o Cabeleira sim, porem preferimos nos dedicar aos ultimos quatro grande chefes do cangaço. Apartir de Jesuino seguido por Silvino, Sinhô, e finalmente Lampião.

Vou atender sua sugestão, eliminar as terriveis letrinhas, rsrsrsrs

Abraçando Obrigado pela atenção e incentivo.

Att
Kiko Monteiro

José Sabino Bassetti disse...

Olá Pessoal.

Só para relembrar, foi nesse ataque de Odilon ao grupo de Manoel Moreno, que o filho de Odilon Flor, o Luiz Flor, (Lulu)estreou na volante do pai como contratado. Na ocasião, com apenas 14 anos de idade, Lulu, de surpresa, foi um dos primeiros a pular para dentro da casa onde estava acontecendo o baile. Disseram os soldados presentes que o menino portou-se como um "veterano".
"Tal pai, tal filho"

Abraço a todos

Sabino Bassetti

Aderbal Nogueira disse...

Fotos muito raras. Impressionante.

Anônimo disse...

Lampiao nao era bandido e sim um revolucionario..contra o governantes ladrao