terça-feira, 7 de agosto de 2012

No tempo do cangaço

Arte de Ernane Cunha
A composição foi feita em pirogravura sobre uma placa de MDF (É bastante trabalhoso, pois qualquer descuido... já era, não tem volta).

 Primeiro veio a reprodução do poster que tem as mesmas dimensões do cartaz original. 

Detalhe da gravura do Rei do Cangaço


Porem, achei que somente reproduzi-lo ficaria algo muito mecânico então resolvi compor um quadro que além de ter alguma utilidade para os "escravos do sistema", apresentasse alguns elementos do cangaço, sobretudo da estética tais como:

 A flor com 8 pétalas ampliei para "12"
(Apontam para cada um dos algarismos).

 A flor de lis (moldura do relógio e ponteiros),  
A cruz também compõe a moldura.

E o punhal (algarismos).

O círculo entre as pétalas e os algarismos foi inspirado nos bordados que decoravam os embornais e os forros dos cantis dos cangaceiros, cada triângulo representando um minuto. Eis aqui o resultado:

O tamanho total da obra é de 66,7cm x 32,8cm.


Posso lhes afirmar que essa é uma criação definitivamente única, que necessitou de muito trabalho e tempo, por isso não cogito fazer uma cópia ou segunda versão do mesmo.

Não tenho intenções mercadológicas, só quis de compartilhar com os amigos "rastejadores" de bom gosto o meu apreço por esta parte da história de nosso pais que é tão fascinante e intrigante. Grato por dispor de seu precioso tempo lendo essas linhas.


Atenciosamente,
Ernane R. C. Cunha   
Cachoeira de Minas, sul de Minas Gerais

Obs. O título da obra não é oficial, foi mera sugestão do blog!

Nenhum comentário: